PROPAGANDA

Em uma de suas palestras, o pastor Cláudio Duarte destacou que a ideia de que Deus provê a “pessoa certa” induz a erros, pois de maneira sutil vende a ideia de que o casal não tem responsabilidade na escolha.

PROPAGANDA
PROPAGANDA
PROPAGANDA

Os problemas conjugais são uma constante da vida a dois, já que o casamento trata-se da conciliação de preferências, ideias e hábitos, além de sonhos e planos.

“A família é pedagógica. Ela ensina. Se você souber de onde ela vem, pode te facilitar bastante”, disse o pastor, contextualizando a necessidade de que o casal se conheça antes de dar o passo rumo ao altar.

O sermão de Duarte foi embasado na história bíblica de Jacó, que foi enganado pelo sogro, Labão, após trabalhar por sete anos para se casar com Rebeca e terminou casado com Lia. Assim, o pastor ilustrou que muitos casais se unem sem que se conheçam a fundo, o que termina por gerar expectativas não atendidas, e logo, frustrações.

“O grande problema das pessoas é se casarem no escuro, é conhecer pouca coisa um do outro. Aí esperam que o outro faça o que ele nunca disse que faria, que ele dê o que ele nunca disse que daria. Aí as pessoas ficam frustradas, porque todas as expectativas não correspondidas têm tendência a gerar um nível de frustração. Aí parece que você casou com a pessoa errada. Você não casou com a pessoa errada, está agindo de maneira errada com a pessoa certa”, explicou.

“Muitas famílias têm vivido sérios problemas, porque [os cônjuges] são ensinados, preparados em ‘escolas’ diferentes, e pior: dizem que ‘os opostos se atraem’. Me parece que isso é verdade. Eu só não sei quanto tempo eles são capazes de viver juntos”, alertou Cláudio Duarte.

Como sempre, o pastor fez sua ilustração sobre a mensagem que queria transmitir: “O que ele sabe sobre dinheiro, sobre paternidade, sobre companheirismo, sobre tarefas domésticas? O que ele sabe? Não sabe nada. Aí depois você reclama. Mas quanto menos você observar, pior é”, pontuou.

Sobre o erro da espera “para que Deus envie a pessoa certa”, Cláudio Duarte afirmou que essa postura tende a marcar uma transferência de responsabilidade: “Os religiosos querem transferir suas responsabilidades. Eles não se casam e dizem: ‘Eu não me casei ainda porque estou esperando a pessoa que Deus escolheu para mim’. Deus não escolheu mulher para homem. Ele só fez isso uma vez, no Éden, e deu ruim”, disse, em tom de brincadeira. “Então, Deus não escolhe a pessoa certa para você, a responsabilidade é sua”, ensinou.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here