Um debate em uma audiência pública na Comissão de Direitos Humanos no Senado a respeito da descriminalização do aborto levou a uma intensa discussão a respeito do Estado laico.

O padre Paulo Ricardo foi um dos convidados para a audiência, e rebateu os argumentos a favor do aborto e de uma visão extremista da laicidade do Estado.

O conceito de Estado laico adotado pela Constituição Federal de 1988 é o de proteção à liberdade religiosa, sem o privilégio a nenhuma delas ou a adoção de uma como oficial. Ademais, a Constituição Federal também define como prioridade do Estado brasileiro é a proteção à vida, proibindo a prática do aborto, com exceção aos casos de estupro ou risco à vida da mãe.

“Vocês estão sendo manipuladas [a defender o aborto]. Basta ler o relatório das fundações internacionais. Eu não estou citando catecismo, não estou citando Bíblia, estou citando documentos públicos e notórios, e não me venham com esse ‘nhem-nhem-nhem‘ de laicidade do Estado, porque isso é maracutaia”, esbravejou o padre Paulo Ricardo.

 

 


DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here