PROPAGANDA

Nos restos que eu comi,
Lembrei-me de onde vim
Eu tinha tudo lá,
Na casa do meu pai

PROPAGANDA
PROPAGANDA
PROPAGANDA

Cansado de servir,
Juntei minhas coisas e
Clamei minha porção,
Do tronco o galho eu cortei

Eu roubei do meu Pai, no afã de ser livre me prendi.
Escravo do meu querer, buscando o prazer.. .com os porcos eu comi

No Mundo esbanjei
Anfitrião, fui rei
Comprei deleites vãos,
mas num vazio encontrei
Queria retornar, distante despertei,
“Se o vejo implorarei:
dos servos seus, menor serei”

Eu roubei do meu Pai, no afã de ser livre me prendi.
escravo do meu querer, buscando o prazer com porcos eu comi

Voltando o avistei,
Correndo me abraçou
De nada se lembrou,
Além do seu eterno amor.

Falar nem me deixou,
Urgente em celebrar:
“Meu filho que morreu,
Achado foi agora, vivo está.”

Veja o preço que meu Pai pagou p‘ra eu estar aqui
Me deu roupas para festejar e fez aliança.
Graça, amor, justiça e redenção,
Que banquete preparou para mim!

Eu voltei pro meu Pai, servindo em sua casa eu sou livre…

Autores: André Costa, Jônatas Venancio e Matheus Barbosa

‘O Retorno’

O Canto Verbo lançou o clipe O Retorno em outubro de 2017 em seu canal no YouTube.

“Momento especial da nossa caminhada. A história cantada da mais sublime parábola agora ganha uma animação. Acreditamos que o clipe expressa com profundidade a mensagem da música. Curta o vídeo e compartilhe com seus amigos. Nos ajude a espalhar a história do Pai que ama sem medida. Ninguém pode cantar o Verbo sozinho”, diz a nota de divulgação.

O clipe O Retorno tem produção de Putz Filmes, com ilustrações de Arthur Freitas e animação de Daniel Marinho. O roteiro (storyboard) é assinado por Salomão Renato.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here