O pastor Cláudio Duarte participou do quadro “Pra Quem Você Tira o Chapéu” no último sábado, 14 de abril, e a ideologia de gênero foi um dos temas que o pregador evangélico pontuou de forma mais contundente, enfatizando que “Deus não erra”.

Cláudio Duarte também comentou questões da situação do país, com elogios ao juiz federal Sérgio Moro, e batalhas políticas travadas por representantes evangélicos no Congresso Nacional, como o pastor Marco Feliciano (Podemos-SP) e o senador Magno Malta (PR-ES).

A ideologia de gênero, segundo Cláudio Duarte é um equívoco. Ele afirmou que “na ótica bíblica, Deus não erra. Ele criou homem e mulher”, enfatizando que a ideia de uma construção de identidade a partir da influência da sociedade é uma distorção da biologia.

Duarte, no entanto, afirmou que sua oposição à ideologia de gênero não é desrespeito às pessoas que pensam diferente, mas sim, uma afirmação daquilo que acredita. Como forma de embasar seu argumento, lembrou de uma entrevista concedida ao próprio Raul Gil, em que fez duras críticas ao preconceito e desrespeito a homossexuais.

Cláudio Duarte se recusou a tirar o chapéu para duas figuras extremamente polêmicas, e coincidentemente, ligadas à ideologia de esquerda: Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Lula (PT).


DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here