O pastor Hernandes Dias Lopes fez reflexão sobre a questão dos refugiados: “O mundo hoje vive o fenômeno dos refugiados que deixam a sua nação, a sua pátria, o seu povo, em busca de esperança. Em busca de novos horizontes, novas oportunidades”, introduziu o pastor.

“As guerras, os problemas de intolerância racial ou religiosa, a situação dramática da fome, muitas vezes, leva um povo a buscar refúgio n’outras nações. Hoje estamos vendo o problema do muro entre Estados Unidos e México, os refugiados da Síria, os venezuelanos buscando no Brasil uma esperança de uma nova chance e oportunidade para viver”, contextualizou.

A postura dos cristãos, segundo Hernandes Dias Lopes, deve ser sempre de priorizar a oferta de oportunidade a quem busca chance de superar adversidades. “A Terra é a terra de Deus, muito embora as nações tenham fronteiras geográficas, linguísticas e culturais. Mas toda a Terra é a terra de Deus. E nós, como brasileiros, especialmente, precisamos entender que aqueles que buscam neste solo pátrio uma chance ou uma esperança para viver, precisam ser escolhidos com amor, com civilidade e com dignidade, até porque todos nós somos peregrinos, todos nós somos estrangeiros nessa terra”, disse.

Lopes falou mais sobre a condição de peregrino que todo cristão vive: “Aqui não é o nosso lar permanente, aqui não é nossa pátria permanente, aqui nós estamos de passagem, somos peregrinos. E nessa perspectiva de que somos peregrinos rumo a uma pátria superior, e uma pátria melhor, precisamos tratar aqueles que buscam abrigo neste solo brasileiro com amor, respeito, dignidade, para que possam encontrar aqui, abrigo, oportunidade e chance de florescerem, de contribuírem para o progresso da nossa nação, e de serem alcançados, também, pelo Evangelho da graça de Deus”.

“Devemos demonstrar amor a todos, especialmente àqueles que buscam em nós, abrigo, e um tempo de oportunidade”, concluiu.


DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here