Cabo Daciolo foi candidato a presidente da República em 2018, e derrotado nas urnas, tornou-se uma das figuras que mais atrai atenção na mídia. Ele foi entrevistado no programa The Noite do SBT, apresentado por Danilo Gentili.

“O país está sofrendo muito e espera-se a esperança, o novo. Temos que orar e clamar”, disse o deputado federal pelo Patriota-RJ. A entrevista foi ao ar na última segunda-feira, 29 de outubro, dia seguinte à votação de segundo turno que deu a vitória a Jair Bolsonaro (PSL). Daciolo declarou que está em oração para que o governo do presidente eleito seja bem-sucedido, reiterou suas críticas às urnas eletrônicas e garantiu que, com esforço, é possível ser honesto na política.

“A solução para a nação é levar o povo a clamar a Deus e eu espero e oro para que o presidente Bolsonaro tenha sucesso e que ele venha a fazer algo verdadeiro para a nossa nação”, afirmou, revelando que não votou no capitão do Exército que é seu colega de Parlamento na atual legislatura. “Vou estar orando para que dê tudo certo, porque o povo está sofrendo muito e só quer ser tratado com um pouquinho de dignidade, com amor”, acrescentou Daciolo.

Gentili o questionou sobre como encara o termo “Glória a Deus” ter se tornado um meme por conta de suas participações nos debates, Daciolo ponderou que trata-se de um gesto livre de rótulos religiosos: “Tem muitos que estão de terno e gravata, com a Bíblia debaixo do braço e estão piores que muitos ateus. Tem muitos ateus aí que estão com Jesus dentro deles. Ele proporciona o amor. [O ateu] só é ateu porque ainda não falaram de Jesus Cristo para ele, da forma que Jesus é. Aí as pessoas estão vendo ali, todo mundo pedindo muito dízimo, pedindo muita oferta e botando no seu próprio bolso, enquanto o povo está morrendo e sofrendo”, explicou.


DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here