HEBREUS 11:1-4

O fato essencial da existência é que esta confiança em Deus, esta fé é o alicerce sólido que sustenta qualquer coisa que faça a vida digna de ser vivida.

É pela fé que lidamos com o que não podemos ver. Foi um ato de fé que distinguiu nossos antepassados, elevando-os acima da multidão.

Pela fé vemos o mundo trazido à existência pela palavra de Deus, o que foi criado e que podemos ver por meio do que não vemos.


Por um ato de fé, Abel apresentou a Deus um sacrifício melhor que o de Caim. Foi aquilo em que ele acreditava, não o que ele trouxe, que fez diferença. Pelo que Deus observou, pôde aprová-lo e considerá-lo justo. Após todos estes séculos, aquela fé continua a chamar nossa atenção.

Por um ato de fé, Enoque escapou da morte. “Eles o procuraram e não o encontraram, pois Deus o tinha tomado.” Sabemos, com base num testemunho confiável, que antes de ser tomado “ele agradou a Deus”.

É impossível agradar a Deus a não ser pela fé. Por quê? Porque qualquer um que deseja se aproximar de Deus deve crer que ele existe e que se preocupa o bastante para atender aos que o procuram.

Pela fé, Noé construiu um barco na terra seca. Ele havia sido avisado de algo que não podia ver e agiu apenas com base no que foi dito a ele. O resultado? Sua família foi salva. Seu ato de fé estabeleceu uma linha divisória entre a maldade do mundo descrente e a justiça do mundo que cria. Como consequência, Noé tornou-se íntimo de Deus.

Por um ato de fé, Abraão disse “sim” ao chamado de Deus e partiu para um lugar desconhecido, que se tornaria seu lar. Quando ele saiu, não tinha ideia de para onde estava indo. Por um ato de fé, foi residir no país que, de acordo com a promessa, seria dele. Viveu ali como estrangeiro e morava em tendas. Isaque e Jacó fizeram o mesmo, vivendo pela mesma promessa. Abraão agiu assim, mantendo o olhar numa cidade invisível que tem fundamentos reais e eternos — a Cidade planejada e construída por Deus.

Pela fé, a estéril Sara conseguiu engravidar, mesmo sendo já bem idosa, porque ela creu que a pessoa que fez promessa iria cumpri-la. Foi assim que, de um homem idoso e sem vigor, nasceram milhões de pessoas.

Cada uma dessas pessoas de fé morreu sem ver o cumprimento da promessa, mas ainda crendo. Como conseguiram? Elas o viram e saudaram de longe, aceitando o fato de que eram passageiros neste mundo.

Quem vive assim sabe que está procurando seu verdadeiro lar.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXAR UMA RESPOSTA